domingo, 28 de novembro de 2010

Ela fez do meu coração um brinquedo
Não se importando
Ela varre todos os meus sentimentos
Me desvendando
E o chão as vezes parece mover-se
Somos nós deitados
Olhando o que isso nos causa
Toda essa fúria
Ela me vicia com o jeito de sorrir
Escrevendo com os lábios
E essa imagem embaça meus olhos
Consigo sentir
Todo seu ar quente em meu peito
Seu ninho
Com seu cabelo comprido
Vem meu alívio

Sou seu brinquedo.

Um comentário:

Anônimo disse...

Ele me deu seu coração assim
Não se importando
Ele quer que eu guarde seus sentimentos
Para compreendê-lo
O céu parece cair sobre nós
Quando estamos deitados
Olhando o que isso nos causa
Todo esse amor
Seus olhos brilham no meu sorriso
Lendo meus lábios
Ofuscando seus olhos
Consigo sentir
Seu coração bater no peito
Meu ninho
De cabelos longos
Alivia-nos

Você é meu brinquedo.

Harry.